Páginas

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Lendo na cama sobre mau tempo (Reading in bed about foul weather)

Lendo na cama sobre mau tempo (Reading in bed about foul weather) - J. B. Priestley - A Tradução Livre

Há uma alegria peculiar, a qual eu ainda vivencio, embora eu a tenha melhor vivido enquanto garoto, em confortavelmente ler sobre mau tempo ao mesmo tempo em que o mau tempo está igualmente alvejando as janelas, quando um está seguramente posicionado entre o vento e chuva e geada lá fora e o vento e chuva e a geada saltam da página para a mente.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Carson McCullers (Carson McCullers)

Carson McCullers (Carson McCullers) - Charles Bukowski - A Tradução Livre


ela morreu de alcoolismo
enrolada em um cobertor
sobre uma espreguiçadeira
em um navio
no oceano.

todos seus livros de
solidão aterrorizada

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Vozes (Voices)

Agora eu faço uma folha de vozes -- pois eu não encontrei nada mais forte do que elas são,
e eu descobri que nenhuma palavra dita, mas é bonita, em seu lugar.

Ó, que há em mim que me faz tremer tanto com as vozes?
Certamente, quem quer que fale comigo com a voz certa, a ele ou ela devo eu seguir.
Como a água segue a lua, silenciosamente, com passos fluídos, em qualquer lugar do globo.

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Você está bebendo? (Are you drinking?)

Você está bebendo? (Are you drinking?) - Charles Bukowski - A Tradução Livre

lavado, na praia, o velho caderno amarelo
aparece novamente.
eu escrevo sobre a cama
como eu fiz ano passado.
verei o médico,
segunda-feira.


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Uma canção (A song)

Venha, eu vou tornar o continente indissolúvel;
eu vou fazer a mais esplêndida corrida sobre a qual o sol jamais brilhou;
eu vou criar divinas terras magnéticas,
com o amor dos camaradas,
com o amor perpétuo dos camaradas.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Uma promessa à Califórnia (A promise to California)

Uma promessa à Califórnia,
também aos grandes Planaltos Pastorais, e para o Oregon:
peregrinando no leste um pouco mais, logo eu viajarei até vocês, para ficar,
para ensinar o robusto amor americano;
pois eu sei muito bem que eu e o robusto amor pertencemos ao seu interior,
e ao longo do Mar Ocidental;
pois esses estados tendem ao interior, e em direção ao Mar Ocidental --
e eu também irei.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Uma silenciosa aranha paciente (A noiseless patient spider)

Uma silenciosa aranha paciente,
eu marquei onde, sobre um pequeno promontório, ela ficou, isolada;
marquei como, para explorar o vago e vasto torno,
ela lançava à frente fios, fios, fios de si mesma;
sempre desenrolando-os -- sempre incansavelmente acelerando-os.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Lady Lazarus (Lady Lazarus)

Eu fiz novamente.
Um ano em cada dez
eu consigo --

um tipo de milagre ambulante, minha pele
brilhante como um abajur nazista,
meu pé direito

um peso de papel,
minha face, um inexpressivo, fino
linho judeu.

Tire o lenço,
ó meu inimigo.
Eu te assusto? --

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Reconciliação (Reconciliation)

Sobre tudo a palavra, bela como o céu,
                     belo que aquela guerra e todas as suas ações de carnificina, devam em tempo ser completamente perdidas,
                     que as mãos das irmãs Morte e Noite incessantemente lavem gentilmente mais uma vez,
                                                                                                       e nunca de novo, esse mundo sujo;
                     pois meu inimigo está morto, um homem divino como eu está morto,
                     eu olho para onde ele está pálido e parado no caixão -- eu me aproximo,
                     inclino-me e toco levemente com meus lábios a branca face no caixão.

domingo, 5 de agosto de 2012

Eu sou vertical (I am vertical)

Mas eu preferiria ser horizontal.
Eu não sou uma árvore com minha raiz no solo
sugando minerais e amor maternal
para que em cada março eu possa brilhar em folhas,
nem eu sou a beleza de um canteiro de jardim
atraindo minha fatia de suspiros e espetacularmente pintada,
sem saber que devo logo florescer.
Comparada a mim, uma árvore é imortal
e uma flor não é alta, mas mais surpreendente,
e eu quero a longevidade de uma e a ousadia da outra.

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

O coração risonho (The laughing heart)

O coração risonho (The laughing heart) - Charles Bukowski - A Tradução Livre


sua vida é sua vida
não a deixe ser surrada para os úmidos becos da submissão.
fique atento.
há maneiras de fugir.
há uma luz em algum lugar.
ela pode não ser muito clara, mas
ela supera a escuridão.
fique atento.
os deuses oferecerão chances a você.
conheça-as.
apanhe-as.
você não pode ganhar da morte, mas
você pode derrotá-la em vida, algumas vezes.
e quanto mais você aprender como fazer isso,
mais luz haverá.
sua vida é sua vida.
conheça-a enquanto você a tiver.
você é maravilhoso
os deuses esperam se deliciar
com você.


O coração risonho (The laughing heart) - Charles Bukowski - A Tradução Livre
atraducaolivre.blogspot.com.br no linkto